Amizade e prestação de serviço com prazo de validade

Como posso confiar a minha história para uma pessoa que nem conheço?

O projeto que tenho em mente é o meu diferencial, como garantir que será mantido em sigilo? 

Não tenho tempo para organizar minhas ideias, mas preciso traduzi-las de forma original e com minhas características, quem poderia me ajudar neste desafio? 


     Você se encaixa em uma dessas três angustiantes situações acima?
 Num tempo em que a falta de confiança tem imperado, compartilhar sentimentos, fatos, histórias de vida ou mesmo um projeto de carreira com um Ghost Writer (ou escritor fantasma) parece ser uma ideia inconcebível. Aliás, muitas pessoas nem sabem que podem contar com um “profissional fantasma”. Por outro lado, quem sabe da sua existência e utilizado seus serviços, tem destacado seu nome, marca, projeto, a sua história com diferencial competitivo.
 
     Vamos entender melhor! Ghost Writer é como uma amigo-confidente a quem se pode compartilhar uma história para ser eternizada num livro, num discurso, num conteúdo digital, e por aí em diante. Essa amizade tem prazo de validade e o que determinada esse tempo é a necessidade do projeto, combinado previamente entre a cliente que contrata o serviço e o profissional contratado, o Ghost Writer. 

     Desde os primeiros contatos entre as partes é importante saber que o anonimato do profissional que desenvolve esse tipo de trabalho é para o público/sociedade. Entre contratante e contratado deve existir total transparência, inclusive com um termo de compromisso que dê garantias para as partes envolvidas. Entre os itens deste termo, algumas cláusulas são imprescindíveis, entre elas, destaco: 

  • A privacidade do autor e o direito total sobre as obras são itens intransferíveis e isentos de qualquer tipo de negociação.

  • Ao profissional contratado não poderá reclamar créditos ou participação financeira (exceto o combinado previamente), seja como autor, coautor ou participante de alguma forma dos direitos autorais do projeto literário.

  • Uma vez concluída a produção de conteúdo nada mais poderá reclamar a referida prestadora de serviço sobre o projeto. 

     Particularmente o último item define o término da aproximação que é gerada durante o desenvolvimento de um projeto. Assim, a frase “Foi bom enquanto durou” é bem adequada para o relacionamento profissional entre cliente e o Ghost Writer.